Relatório de Gestão CMPC e Fale Conosco

quarta-feira, 4 de maio de 2016

Estamos migrando para um novo endereço eletrônico


Atenção fazedores de cultura e visitantes deste Blog. 
Estamos migrando o conteúdo deste blog para um novo endereço eletrônico.

Acesse o novo endereço:  http://culturariobranco.blogspot.com.br/

Este blog e seu conteúdo ficará disponível para consulta por um período de 90 dias, findo o qual será retirado do ar.

sábado, 2 de abril de 2016

IMPORTANTE

Informamos que devido as fortes chuvas de hoje, a Fundação Garibaldi Brasil adiou a programação que estava prevista para acontecer hoje, a partir das 18h, no Centro Cultural Thaumaturgo Filho, com a exibição do Filme Gorete é Show e o Show dos Descordantes. 

Em breve anunciaremos nova data para o evento.

Gratos pela compreensão de todos.

terça-feira, 19 de janeiro de 2016

Regulamento do Concurso para Escolha da Realeza do Carnaval 2016

Já está disponível para Download o Regulamento do Concurso para Escolha da Realeza do Carnaval 2016
Clique aqui para fazer download.

Regulamento do Concurso de Blocos do Carnaval 2016

Já está disponível para Download o Regulamento do Concurso de Blocos do Carnaval 2016

Clique aqui para fazer download.

terça-feira, 12 de janeiro de 2016

FUNDO MUNICIPAL DE CULTURA - EDITAL 2015 RANKING PROVISÓRIO PROJETOS SELECIONADOS


Já está disponível para Download o Ranking Provisório dos Projetos Selecionados no Fundo Municipal de Cultura 2015


terça-feira, 29 de dezembro de 2015

Som da Cidade: Resultado final

Modalidade: Canção
Quant.
Nome da Música
Autor/Interprete
1 º
ALMA APRENDIZ
ANDERSON LIGHUT
O AMOR É UM DOM
KETLEN BONA
SOMENTE EU E VOCÊ
RÂMERO MENDES

 Modalidade: Instrumental
Quant.
Nome da Música
Autor/Interprete
VENTOS DO NORTE
SANDOVAL FRANÇA
JAZZ LIVRE
ÁLAMO KÁRIO
PRO VIOLÃO DO JAMES
ANTÔNIO CARLOS
 As 12 musicas que comporão o CD Som da Cidade 2015 
Quant.
Nome da Música
Autor/Interprete
1
ALMA APRENDIZ
ANDERSON LIGHUT
2
O AMOR É UM DOM
KETLEN BONA
3
SOMENTE EU E VOCÊ
RÂMERO MENDES
4
NEGRAS-LU
ISAAC DE MELO
5
OXUM IARA
VANESSA OLIVEIRA
6
RIO BRANCO
ÁLAMO KÁRIO
7
ACRE DE UM POVO GUERREIRO
LUIZINHO DA MATTA
8
COCADA PRO MAPINGUARI
MARILUA AZEVEDO
9
CAVALO SELVAGEM
HELBER COLMAN
10
VENTOS DO NORTE
SANDOVAL FRANÇA
11
JAZZ LIVRE
ÁLAMO KÁRIO
12
PRO VIOLÃO DO JAMES
ANTÔNIO CARLOS
 

sexta-feira, 25 de dezembro de 2015

Premiados Cores da Cidade 2015

O Concurso de Artes Visuais "As Cores da Cidade", é uma das atividades que comemoram o aniversário de Rio Branco. Em sua 11° edição o concurso é realizado pela Prefeitura Municipal de Rio Branco por meio da Fundação Garibaldi Brasil.  O concurso é dividido em 6 categorias: Pintura e Técnicas Mistas, Escultura, Gravura, Desenho, Fotografia e Grafiti. Este  ano o concurso recebeu inscrição de 66 obras e premiou até o 3° lugar cada categoria.

Abaixo a classificação dos premiados:





(clique na imagem para ampliar)

sábado, 19 de dezembro de 2015

Finalistas Som da Cidade 2015

O Festival de Música Som da Cidade é parte da Comemoração do Aniversário de Rio Branco e chega a final com esses nomes:

CANÇÃO
Nome da Música
Autor/Intérprete
Acre de Um Povo Guerreiro
Luizinho da Matta
Alma Aprendiz
Antônio Carlos
Canção da Feliz Cidade
Leila Hoffman
Cavalo Selvagem
Heber Colmam
Cocada pro Mapinguari
Marilua
Cores de Outono
Anailson Mesquita
Negras-Lu
Issac de Melo
O Amor é Um Dom
Ketlen Bona
Oxum Iara
Vanessa Oliveira
Rio Branco
Álamo Kário
Somente Eu e Vc
Râmero Mendes
Viração
Rodolfo Minari

INSTRUMENTAL
Nome da Música
Autor/Interprete
Jazz Livre
Álamo Kário
Pro Violão do James
Antônio Carlos
Ventos do Norte
Sandoval França

quarta-feira, 18 de novembro de 2015

quarta-feira, 9 de setembro de 2015

Inscrições para curso de cinema gratuito se encerram nesta sexta


Vamos fazer um filme? É o que propõe a parceria entre a Fundação Garibaldi Brasil (FGB) e o Cineclube Opiniões com a abertura do curso de cinema e realização audiovisual. As inscrições se encerram nesta sexta-feira (11) e devem ser efetuadas pela internet ou de forma presencial no Centro Cultural Thaumaturgo Filho (CCTF).

As aulas iniciam no dia 16 de setembro e serão ministradas pelo diretor de curtas-metragens Teddy Falcão, que é responsável por obras como “A Pele dos Outros”, “Pelo Sorriso de Lucy” e “Ao Redor de Saturno”. A metodologia contempla o aprendizado prático e teórico da linguagem cinematográfica, incluindo todas as etapas de produção.

“Os candidatos receberão orientações essenciais para a realização audiovisual a partir de uma visão crítica que destaca o fazer artístico”, explica Falcão. A ideia é formar uma geração de realizadores preparada para as novas alternativas da evolução tecnológica. O produto final da experiência será a concepção e gravação de um filme em curta-metragem.

Endereço: Rua Luiz Z. da Silva, nº 499, Conjunto Manoel Julião, bairro Estação Experimental | Referência: Rua da parada final de ônibus do Conjunto Manoel Julião | Informações: (68) 3224-0899, 3224-0269 e/ou 3223-5202






sexta-feira, 28 de agosto de 2015

Fórum define itens do edital do Fundo Municipal de Cultura 2015


Mais de cem militantes da comunidade cultural participaram da segunda edição do Fórum Setorial Integrado de Arte e Patrimônio Histórico, que ocorreu na última quinta-feira, 27, no Centro Cultural Thaumaturgo Filho (CCTF).

A principal pauta estava relacionada a aprovação, exclusão e, ainda, alteração de itens do edital do Fundo Municipal de Cultura (FMC), que será lançado no segundo semestre com aporte total de R$ 500 mil.



O limite financeiro para cada projeto ficou estabelecido de acordo com a modalidade: pessoa física (R$ 20 mil), pessoa jurídica (R$ 25 mil) e entidades de classe (R$ 40 mil). A categoria “iniciantes” foi apresentada, mas não recebeu votos suficientes.

Outras decisões da plenária estabeleceram a manutenção dos critérios de avaliação com base no edital do FMC de 2014, e, a partir de agora, a Comissão de Avaliação e Aprovação de Projetos deve atender as propostas na íntegra, sem cortes de recursos.



“Comemoramos a adesão dos fazedores de cultura e o fato do sistema estar em pleno funcionamento, sendo possível visualizar melhorias e adequações. Foi muito positivo”, avalia Rodrigo Forneck, diretor-presidente da Fundação Garibaldi Brasil (FGB).

Assuntos como a definição do termo “entidades de classe” e a representatividade das câmaras temáticas estarão em debate neste sábado, a partir das 17h, na Sala de Cinema do Serviço Social do Comércio no Acre (Sesc/AC), no Centro de Rio Branco.

terça-feira, 21 de julho de 2015

Iberescena: Fundo de apoio às artes cênicas já está aberto


O Fundo de Ajuda para as Artes Cênicas Ibero-Americanas (Iberescena) está com inscrições abertas até o dia 30 de setembro deste ano, com opção de três modalidades. A assistência varia de € 6 mil a € 30 mil. Em moeda brasileira, algo em torno de R$ 20 mil a R$ 104 mil.

As informações e os formulários de cada um dos processos seletivos estão disponíveis, em português, na página eletrônica www.iberescena.org. Esta nona edição do projeto contempla as seguintes categorias:

A) Redes, festivais e espaços cênicos para a programação de espetáculos;
B) Coprodução de espetáculos ibero-americanos de artes cênicas;
C) Processos de criação dramatúrgica e coreográfica, em residência.

Por meio do edital, o Fundo de Ajuda investe na promoção dos Estados membros e, com apoio financeira, cria um espaço de integração para as artes cênicas.

Além da Secretaria Geral Ibero-americana (Segib), o programa é integrado e financiado por 13 países: Brasil, Argentina, Colômbia, Costa Rica, Chile, Equador, El Salvador, Espanha, México, Panamá, Paraguai, Peru e Uruguai.

Desde 2007, o Iberescena recebeu um total de 3.755 cadastros e custeou 812 projetos, com investimento de quase € 8 mi - ou mais de R$ 27,5 mi. O que representa 295 contemplados na categoria A, 166 na B e 300 na modalidade C.

Seleção de projetos 2015/2016

A) Ajuda a redes, festivais e espaços cênicos para a programação de espetáculos

Público: Redes, festivais, salas e espaços cênicos públicos ou privados.
Prioridade: Investir em propostas de circo, de dança contemporânea e/ou criação atual e de teatro.
Valor máximo: € 30 mil (sujeito à disponibilidade do Fundo).

B) Ajuda a coprodução de espetáculos ibero-americanos de artes cênicas

Público: Entidades ou instituições públicas ou privadas, grupos e companhias de teatro, dança contemporânea e circo profissionais.
Prioridade: Mostrar atividades que contribuam para o fortalecimento dos planos de cooperação e integração do programa Iberescena.
Valor máximo: € 25 mil (sujeito à disponibilidade do Fundo).

C) Ajuda aos processos de criação dramatúrgica e coreográfica, em residência

Público: Entidades e artistas criadores
Prioridade: Apoio para processos de residência em criação cênica, com liberdade temática, a fim de incentivar estas atividades. Em nenhum dos casos a ajuda será destinada à produção.

Valor máximo: € 6 mil (criadores) e de € 8 mil (entidades) - sujeitos à disponibilidade do Fundo.

terça-feira, 14 de julho de 2015

Festival Matias de Teatro de Rua já começou



As cidades de Bujari, Plácido de Castro, Senador Guiomard e Rio Branco receberão o Festival Matias de Teatro de Rua até o próximo sábado, 19.

Grupos do Acre, Amazonas, Rondônia, Roraima, Pernambuco, Brasília, Mato Grosso do Sul, São Paulo e Rio Grande do Sul encenarão 41 espetáculos abertos, além de oficinas de formação.

A proposta é promover o livre acesso aos bens culturais, por meio da ocupação de espaços públicos, e estimular trocas de experiência e interação artística entre o movimento teatral e a plateia.

Realização da Cia Visse & Versa, Federação de Teatro do Acre (Fetac), Rede Brasileira de Teatro de Rua (RBTR) e Serviço Social do Comércio (Sesc). Apoio da Fundação Garibaldi Brasil (FGB). 

Programação para terça-feira (14/07)

Espetáculo: Compassos em Silêncio, às 17h
Grupo: Locômbia (RR)
Local: Em frente aos Correios, no Bujari

Espetáculo: O Dragão de Macaparana, às 17h
Grupo: Soufflê do Bodó Company (AM)
Local: Praça Fontenele de Castro, em Senador Guiomard

Espetáculo: Rua Sem Saída, às 17h
Grupo: Nativos Terra Rasgada (SP)
Local: Centro da Juventude do Recanto dos Buritis, em Rio Branco

Espetáculo: Saltimbembe Mambembancos, às 18h
Grupo: Rosa dos Ventos (SP)
Local: Em frente aos Correios, no Bujari

Espetáculo: Espelho da Lua, às 18h
Grupo: Tropa do Balacobaco (PE)
Local: Praça Fontenele de Castro, em Senador Guiomard

Espetáculo: As Mulheres de Molière, às 19h
Grupo: Cia Visse e Versa (AC)
Local: Calçadão do Novo Mercado Velho, em Rio Branco

Espetáculo: Exemplos de Bastião, às 20h
Grupo: Mamulengo Sem Fronteiras (DF)
Local: Calçadão do Novo Mercado Velho, em Rio Branco

segunda-feira, 13 de julho de 2015

Miguel Proença: O pianista com alma de criança diz até logo a Rio Branco


[Foto: Fagner Delgado/prefeitura de Rio Branco]
“A minha missão é levar música a vocês, para que não se esqueçam. E não esquecemos o que emociona a gente”. A frase, dita pelo pianista Miguel Proença, foi dirigida aos ilustres convidados para a estreia da sétima edição do projeto “Piano Brasil”, na última quarta-feira, 8. A atividade ocorreu no Teatro Plácido de Castro, em Rio Branco.

Ansiosas para assistir ao ensaio aberto, centenas de crianças da rede pública de ensino, com idade entre 5 e 8 anos, expressavam excitação e curiosidade. Havia pelo menos três boas justificativas, já que a maioria experimentava de tudo aquilo pela primeira vez. O ambiente do teatro, a oportunidade de ver e tocar um piano e, ainda, a emoção provocada pela vibração da música erudita.

Do palco, o artista interagia com o público a todo momento. Brincou, conversou, fez perguntas e ensinou aos menores como se portar em um espetáculo, além de contar histórias das obras que reproduz e da carreira pessoal. O projeto congrega música e educação para superar uma antiga barreira cultural, que é a formação de plateia. O show, então, acaba virando uma aula prazerosa.

[Foto: Fagner Delgado/prefeitura de Rio Branco]
E a distribuição da cartilha “Piano Brasil VII” reforça o conteúdo apresentado. As imagens são da artista Bruna Assis Brasil, que também ilustrou a recente publicação infantil da jornalista Adriana Carranca: “Malala”. O autor dos textos é o maestro Ricardo Prado, responsável por uma revolução criativa, pedagógica e administrativa na Escola de Música Villa-Lobos, no Rio de Janeiro.

Quando a mágica acontece...

Agora a experiência já está no campo das memórias que ninguém esquece. Afinal, a primeiridade é um sentimento único. Que o diga o comunicativo Ezequiel Martins, que deixou o ensaio com os olhos brilhando e vontade de quero mais. “O pianista tocando, o espaço, eu achei muito interessante. Foi a minha primeira vez e pude ver tudo de pertinho”, confirma.

[Foto: Fagner Delgado/prefeitura de Rio Branco]
O rapazinho simpático de cabelos lisos na altura dos ombros responde ligeiro quando questionado se pretende retornar, e confessa que sim. A colega Michele Sombra economiza palavras, mas sorri satisfeita e avalia o que acabou de viver: “Foi muito legal, muito bonito. Nunca tinha ido ao teatro”. Dia histórico para os alunos das escolas Bom Jesus, Mário Lobão e Djanira Bezerra dos Reis.

A despedida

Fora a abertura, o “Piano Brasil” promoveu uma masterclass na Usina de Arte. O encontro, na quinta-feira, 9, gerou uma reflexão sobre o resgate da história do movimento erudito no Acre e uma troca de experiências entre o pianista e alunos e professores de música. A atividade se encerrou com um recital executado na sexta-feira, 10. Quem foi ao Teatro Plácido de Castro pediu bis.

[Foto: Fagner Delgado/prefeitura de Rio Branco]
A ação já alcançou 134 cidades do país e, em 2015, deve passar pelas cinco regiões até o mês de novembro. A proposta inicial surgiu após a divulgação da coletânea “Piano Brasileiro”, lançada em 2005 pela Biscoito Fino. A Unesco – pasta de cultura da Organização das Nações Unidas (ONU) – concedeu o título de “Patrimônio da Música Brasileira” à obra.

Hoje, o nome do gaúcho de Quaraí está gravado no muro da fama da Steinway&Sons, na Alemanha, que homenageia os pianistas mais relevantes do mundo. “Toco pelo Brasil, Europa e outros cantos do mundo há 50 anos, mas demorei para chegar aqui. Porém, fiz questão de trazer o concerto porque é um contato importante com a Amazônia e as novas gerações”, ressalta Proença.

[Foto: Fagner Delgado/prefeitura de Rio Branco]

A realização é da Delphos Produções e do Ministério da Cultura (MinC), com patrocínio do Banco Nacional do Desenvolvimento (BNDES) e da Caixa Econômica Federal (CEF). Apoio da prefeitura de Rio Branco, representada pela Fundação Garibaldi Brasil (FGB), e do governo do Estado, por meio da Fundação Elias Mansour (FEM).

terça-feira, 7 de julho de 2015

Pianista Miguel Proença apresenta a sétima edição do “Piano Brasil”


Com mais de 50 anos de carreira, o pianista Miguel Proença executa a sétima edição do “Piano Brasil” na cidade de Rio Branco. É a primeira vez, porém, que o projeto será desenvolvido no Acre. Músicos, pedagogos, arte-educadores e estudantes devem participar de atividades de iniciação à música erudita, formação de plateia e troca de experiências.

A programação começa nesta quarta-feira, 8, às 15h, no Teatro Plácido de Castro. De forma gratuita, os alunos da rede pública de ensino receberão cartilhas ilustradas criadas exclusivamente para o ensaio aberto, transformando-o numa espécie de show-aula. O texto é assinado pelo maestro Ricardo Prado e as ilustrações são da artista Bruna Assis Brasil.

O segundo passo será uma aula de masterclass na quinta-feira, 9, às 19h, na Usina de Arte. “Ministrei aulas na Alemanha durante cinco anos e formei grandes talentos. Criei um Centro de Referência Pianística na cidade de Vitória (ES), em 2014, onde ensinei durante o ano inteiro. É um dos meus maiores prazeres”, explica Miguel Proença.

O encerramento ocorre com um recital na sexta-feira, 10, às 20h, também no Teatro Plácido de Castro. O projeto “Piano Brasil” consolidou-se como uma das principais iniciativas à música erudita dos últimos anos e já foi recebido em 134 cidades brasileiras. Neste ano, a ação percorrerá as cinco regiões do país até o mês de novembro.

Norte: Rio Branco/AC, Manaus/AM e Palmas/ TO;
Nordeste: Recife/PE, Salvador/BA, Ihéus/BA e Natal/RN;
Centro-Oeste: Brasília/DF e Campo Grande/MS;
Sudeste: Rio de Janeiro/RJ, Vitória/ES e Ribeirão Preto/SP;
Sul: Porto Alegre/RS, Maringá/PR e Londrina/PR.

A realização é da Delphos Produções e do Ministério da Cultura (MinC), com patrocínio do Banco Nacional do Desenvolvimento (BNDES) e da Caixa Econômica Federal (CEF). Apoio da prefeitura de Rio Branco e do governo do Acre - por meio da Fundação Garibaldi Brasil (FGB) e da Fundação Elias Mansour (FEM), respectivamente.

Responsabilidade social

O “Piano Brasil” adota ações de contrapartida social alinhadas com alguns dos “Objetivos do Milênio” propostos pela Organização das Nações Unidas (ONU). A contratação de fornecedores e serviços para a execução do projeto, por exemplo, contempla os pequenos empresários. E o lixo produzido durante a programação já possui destino certo: reciclagem.

Os organizadores disponibilizarão recipientes de coleta seletiva e os resíduos serão enviados a uma cooperativa que atua na capital. Outra questão importante é a acessibilidade. Os recitais ocorrem em lugares com acesso adaptado aos portadores de necessidades especiais, com rampas, elevadores, assistentes e até mesmo assentos reservados aos cadeirantes.